Policia Civil prende acusados de matar fazendeiro em Coité, suspeito confessou

  • Postado por: Universo

  • Data de publicação: 15/08/2018 19:29:00

  • Atualizado em: 15/08/2018 19:29:00

  • 1 visualizações



    Em cumprimento a um mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado, José Roberto Santos de Jesus, vulgo “Macarrão”, e Ezequiel Estêvão dos Santos, o “Kikia”, foram localizados, na tarde de terça-feira (14), por policiais da Delegacia Territorial (DT), de Conceição do Coité, na região sisaleira.

    José de Jesus e Ezequiel dos Santos são acusados de matar o fazendeiro Natanael Lopes de Lima, de 47 anos, conhecido como “Rin”, na noite de segunda-feira (13), na região do distrito de Salgadália.

    A investigação que resultou na elucidação do crime e prisão dos acusados foi comandada pela delegada Ludmila Andrade de Araújo, titular da DT de Coité, e Mozart Cavalcante, coordenador da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Serrinha.

    A polícia chegou até os acusados após depoimento de familiares da vítima. Eles informaram que um dia antes do crime – domingo, dia 12 – “Macarrão” teria furtado um galo de raça da fazenda da vítima. No dia do crime, Natanael foi até a fazenda com a intenção de investigar o desaparecimento da ave e, em circunstâncias ainda não reveladas pela polícia, teria sido morto com golpes de facão e teve o corpo incendiado.
    De acordo com informações colhidas pelo Portal Cleriston Silva – PCS, “Macarrão” foi encontrado escondido em sua residência, na zona rural do município, próximo ao local da ocorrência.

    Inicialmente, ele negou a participação no crime, porém, acabou admitindo a autoria do assassinato após os policiais encontrarem roupas com manchas de sangue no local. “Foram ouvidas testemunhas que confirmaram que o investigado vestia essa roupa no dia anterior [dia do crime]”, explicou a delegacia local.

    O detido, além de ter confessado a autoria, também revelou a participação de “Kikia” no crime, o qual foi preso após campana de 3 horas da polícia no distrito de Salgadália. 

    Com a elucidação do crime pela equipe da 15ª Coorpin, os suspeitos serão encaminhados para o sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça. 

    Fonte Portal Cleriston Silva

    
    
    %d blogueiros gostam disto: