Produzido por Aly Muritiba de Mairi filme discute impacto de vazamento de imagens íntimas na vida de adolescentes

  • Postado por: Universo

  • Data de publicação: 26/08/2018 11:47:00

  • Atualizado em: 26/08/2018 11:47:00

  • 0 visualizações



    “Ferrugem” concorre na mostra de longas nacionais, e estreia no dia 30 de agosto nos cinemas. Filme é dirigido por Aly Muritiba e conta história trágica de adolescente que sofre após ter imagens íntimas vazadas na escola.
    O filme “Ferrugem”, concorrente na mostra de longas nacionais no 46º Festival de Cinema de Gramado, aborda um tema atual e preocupante: o vazamento de imagens íntimas de adolescentes na internet. A produção estreia no próximo dia 30 nos cinemas brasileiros.
    “É um assunto que tá super em voga, infelizmente acontecendo cada vez mais e vitimizando mulheres adultas e adolescentes”, observa o diretor de “Ferrugem”, Aly Muritiba. Com dois filhos adolescentes, ele conta que começou a ficar incomodado ao acompanhar casos de adolescentes que acabaram se matando após passar por esse tipo de situação.
    “Os homens passam impunes, tanto aqueles que espalham a imagem quanto aqueles que compartilham. Esse tema começou a me incomodar”, disse ele, em entrevista ao G1.
    Com essa inspiração, o diretor começou a trabalhar na história de Tati, uma adolescente que, durante uma viagem escolar, perde o celular. Um vídeo, gravado com o ex-namorado, acaba caindo na internet. Tati vira alvo de piadas e insultos na escola, e passa a viver com medo das consequências do vazamento, enquanto o vazamento começa a ser investigado.
    Em paralelo, “Ferrugem” também conta a história de Renet, colega de Tati, que se envolve com a situação, enquanto enfrenta problemas familiares.
    “O filme pode servir como disparador de conversas, para que diferentes gerações possam se sentar para conversar sobre misoginia, sobre revenge porn (ato de compartilhar imagens de parceiros íntimos como forma de vingança). Se gerar uma conversa, [o filme] vai ter cumprido bem a sua função”, observa Aly.
    Uma produção de Curitiba, “Ferrugem” foi apresentado na última edição do Festival de Sundance, um dos principais festivais de cinema independente do mundo. Tem Tiffany Dopke como a protagonista Tati e Giovanni de Lorenzi, que recentemente atuou em “Deus Salve o Rei”, como Renet. O elenco ainda tem Clarissa Kiste, Enrique Diaz, Pedro Inoue e Dudah Azevedo.

    Mostra de longas vai até sexta (24)
    Com a exibição de “O Avental Rosa” e “Cidade dos Piratas”, na sexta-feira (24), a mostra competitiva de longas nacionais tem fim em Gramado. No dia seguinte, os vencedores do festival serão conhecidos, em cerimônia que será transmitida pelo G1.
    Nesta quinta-feira (23), “10 segundos para vencer”, a cinebiografia do boxeador Éder Jofre estrelada por Daniel de Oliveira, estreia no festival. Além de “Ferrugem”, nesta semana “Simonal” foi exibido. O longa “O Banquete”, que estrearia na quarta-feira (22), foi retirado da competição em respeito à morte de Otávio Frias Filho, que inspirou parte da história.

    No primeiro fim de semana, três longas nacionais da competição foram exibidos: “A Voz do Silêncio”, “Benzinho” e “Mormaço”.

    Na quinta-feira (23), também, encerraram-se as exibições de filmes da mostra competitiva estrangeiros, com cinco filmes, todos da América Latina: “Violeta Al Fin”, da Costa Rica, “Recreo”, da Argentina, “Mi Mundial”, de Uruguai, Argentina e Brasil, “Las Herederas”, co-produção de Alemanha, Brasil, França, Paraguai e Uruguai, e “Averno”, de Bolívia e Uruguai.

    Fonte: G1.

    
    
    %d blogueiros gostam disto: